• redacao@oespaco.com.br
  • (64) 33612 - 1550
image
2020-04-06 07:49:00

Governo de Goiás prorroga quarentena por mais 15 dias

Ronaldo Caiado adiou a quarentena e atualizou os dados sobre o avanço do novo coronavírus em Goiás: 88 casos confirmados e dois óbitos

   Em entrevista coletiva, Ronaldo Caiado reforçou que medida tem como objetivo preservar a vida dos goianos. Na ocasião, atualizou os dados sobre o avanço do novo coronavírus em Goiás: 88 casos confirmados e dois óbitos
   A quarentena em Goiás está prorrogada por mais 15 dias.” Assim o governador Ronaldo confirmou, durante entrevista coletiva nesta sexta-feira (3/4), que o Estado segue adotando medidas de isolamento social para combater o avanço do novo coronavírus e, desta forma, preservar vidas. O decreto vale até o próximo dia 19 de abril e conta com algumas exceções em relação às regras de abertura de estabelecimentos comerciais e de serviços.
   O prolongamento das medidas de isolamento foi definido com base em estudos que apontam para o achatamento da curva da Covid-19 em Goiás, o que evitaria um colapso no sistema de saúde. “Peço a todos os empresários: é hora de pensarmos como ponto principal exatamente a busca de condições para que os goianos possam sobreviver a essa pandemia”, frisou Caiado.
   A partir do novo decreto, que já está publicado no Diário Oficial do Estado, fica permitida a abertura de lanchonetes e restaurantes instalados em postos de combustíveis localizados às margens de rodovia, assim como já ocorre com borracharias e oficinas; lojas de autopeças; e ainda estabelecimentos que estejam produzindo exclusivamente equipamentos e insumos que auxiliem no combate à pandemia.
   Também está prevista a retomada de feiras livres de hortifrutigranjeiros, mas está proibido o funcionamento de restaurantes ou praças de alimentação, o consumo de produtos no local e a disponibilização de mesas e cadeiras para os frequentadores. Profissionais liberais podem abrir seus escritórios, contudo, continua vedado o atendimento presencial ao público. Já cartórios extrajudiciais estão autorizados a funcionar, observando as normas editadas pela Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás.