• redacao@oespaco.com.br
  • (64) 33612 - 1550
image
2023-10-11 21:02:05

Calçadão do Centro de Rio Verde um Projeto que não deu certo

Calçadão da rua Rafael Nascimento, um projeto elaborado e executado no governo de Dona Nelci Spadoni, uma obra construída nos anos de 1997 a 1998, que causou muita polêmica e trouxe grande expectativa de sucesso, mas hoje se tornou obsoleta

A prefeita Dona Nelci Spadoni, que governou Rio Verde no período de 97 a 2000, foi quem construiu o Calçadão da Rafael Nascimento, uma obra sem muita utilidade 
 O secretário de Ação Urbana da prefeita veio de Curitiba, Paraná, quando trouxe a ideia do Calçadão de lá, na expectativa de revitalizar o Setor Central de Rio Verde com espaço para lazer e oxigenar o comércio da região, nas ruas Rafael Nascimento, Rui Barbosa e adjacentes. Objetivo do Calçadão também foi criar uma praça de lazer, um ponto de encontro, porém, a cidade cresceu, os empresários não gostaram das mudanças causadas pela obra, e migraram para Av. Presidente Vargas e outras regiões, que são polos comercias da cidade.
Na construção do Calçadão, a rua Rafael foi dividida metade Calçadão, metade via de trânsito sem estacionamento.
No início da obra houve muitos protestos contrários de moradores e comerciantes, o vereador Geraldo de Carvalho deitou na frente de uma pá carregadeira, mas não adiantou, o Calçadão foi construído.
A ideia de um espaço de lazer também não vingou, no começo os jovens gostavam de ir ao Calçadão, hoje vão aos shoppings e outros pontos de encontra da cidade. O Calçadão poderia ser utilizado como espaço cultural, mas os homens da cultura de Rio Verde não se mexem     
 Alguns comerciantes que não quiseram se identificar falaram à reportagem do Jornal O Espaço. O coração pulsante do comércio local em Rio Verde passa por uma transformação notável desde a construção do Calçadão na área central da cidade. A expectativa era grande quando o projeto foi anunciado, e agora, após alguns anos de sua inauguração, surge a pergunta crucial: o Calçadão alavancou ou quebrou o comércio local?
O impacto total do Calçadão de Rio Verde sobre o comércio local ainda permanece incerto, muitas lojas fecharam e muitas estão “sobrevivendo” com os preços dos aluguéis. O sucesso a longo prazo dependerá da capacidade da comunidade de abordar esses desafios de frente e encontrar soluções que garantam a sobrevivência do comércio tradicional.

Revitalização
Desde a sua revigorarão, o Calçadão de Rio Verde tem sido uma força transformadora na paisagem comercial da cidade. Seu impacto redefiniu o centro da cidade, emendando-se com a Praça 05 de Agosto, criando uma experiência que atrai tanto moradores quanto visitantes, pela melhoria do trânsito no local, com novos estacionamentos, melhorando a fluidez do local. De acordo com a proprietária de uma loja de roupas, a reforma levou mais gente para lá. “Estão vindo muitos curiosos e gente que está gostando do local. Isso movimentou as coisas, e as vendas estão subindo. Mas não tem como mentir que a gente fica preocupado com os preços dos aluguéis”. Disse Gabriela Oliveira.
O empresário da loja Sonzão e Escola de Música, que trabalha no local antes da construção do Calçadão, senhor Almir Pereira, disse a nossa reportagem que a obra foi mal planejada, sem estacionamento, os consumidores não tendo onde estacionar foram para outras regiões, “agora temos estacionamento, estamos esperando a legalização da área verde”.