Home - Editorias - Saúde - Hospital do Câncer recebe parcerias e faz inaugurações
Hospital do Câncer recebe parcerias e faz inaugurações
Sex, 01 de Março de 2019 08:54
“O evento de hoje marca a inauguração de mais 5 mil metros de área construída; a entrega de mais 55 leitos pelo SUS, e a celebração de parceria entre o Hospital do Câncer e a Prefeitura Municipal de Rio Verde, através da Secretaria de Saúde e UniRV”. Diz Giseli Borges Carrer, presidente do Hospital do Câncer de Rio Verde.
     O Espaço – O que marca o evento de hoje?
    Giseli Borges Carrer –
O evento de hoje marca a inauguração de mais 5 mil metros de área construída, totalizando agora, 6 mil metros quadrados; mais 55 leitos pelo Sistema Único de Saúde – SUS, e ainda a celebração de parceria entre o Hospital do Câncer e a Prefeitura Municipal de Rio Verde, através da Secretaria de Saúde e UniRV.

    O Espaço – Essas parcerias e melhorias vão possibilitar melhor atendimento aos pacientes?
    Giseli Borges –
Sem dúvida! Daqui a aproximadamente dois meses já estaremos prontos para realizar cirurgias de média complexidade, já que o nosso hospital ainda não tem Unidade de Terapia Intensiva – UTI, porém, isso já é um marco histórico, um grande passo no avanço da saúde para o sudoeste goiano.

      O Espaço – Qual é o montante investido pelos parceiros?
      Giseli Borges –
Com a Prefeitura e a Secretaria de Saúde, o convênio firmado foi de 3 milhões de reais por ano, para pagamento do SUS e de uma parte da manutenção do hospital.
      No que diz respeito a UniRV, a instituição está trazendo o corpo clínico e os estudantes de medicina. Trata-se de uma parceria de mão de obra. Vale ressaltar que a Universidade tem em seus quadros médicos especializados e com doutorados, sendo que dessa forma, o hospital só terá a ganhar com a qualidade de atendimento.

      O Espaço – Que tipo de atendimento os pacientes receberão neste hosptial?
   Giseli Borges –
É importante frisar que nesse primeiro momento, nós estamos funcionamento como hospital geral, com competências para efetivar procedimentos de média complexidade, porque não temos ainda a UTI. Infelizmente, ainda iremos encaminhar pacientes para Goiânia, sendo que alguns, por decisões próprias irão para Barretos ou outras localidades.
      Agora, a partir do momento que tivermos a UTI, que já é um projeto com 10 leitos que esperamos seja alcançado ainda neste ano, passaremos a atender procedimentos de alta complexidade, que é o caso do câncer. Depois disso, temos o projeto da quimioterapia para ser implantado, e aí sim, estaremos completamente aptos para realizar o tratamento integral.
     De qualquer forma estaremos fazendo internamentos e atendendo casos de câncer de baixa complexidade.

   O Espaço – Então o atendimento do Hospital do Câncer é público e não particular?
     Giseli Borges –
Sim! Aqui o atendimento é pelo SUS e esse é o nosso objetivo aqui, por  isso é importante dizer aqui: nós sabemos e a sociedade também sabe, que a tabela SUS há muitos anos não é atualizada e os preços pagos são muito baixos, por isso, vamos continuar precisando das colaborações e doações que a sociedade sempre fez para o Hospital, através das pessoas do povo, das empresas, dos produtores rurais, do poder público, além de outros.
     Os cidadãos precisam saber que a manutenção do hospital é muito cara e mesmo com as parcerias, não seria fácil continuar com os projetos de crescimento para atender a população necessitada.
     Muitos precisam compreender que somos uma Fundação, portanto, ela não é da Prefeitura Municipal; esse patrimônio que estamos construindo pertence à população, por isso, é digno que o atendimento seja gratuito.

Bookmark and Share
PUBLICIDADE
Copyright © 2010-2019 - Todos os direitos reservados à seus respectivos autores
Página Inicial
Editorias
Rio Verde
Jataí
Serviços
Previsões
Utilidade Pública
Classificados
Anuncie
Expediente
Contato