Home - Editorias - Política - Geraldo Neto é o primeiro Presidente de bairro eleito em Rio Verde, no exercício do mandato
Geraldo Neto é o primeiro Presidente de bairro eleito em Rio Verde, no exercício do mandato
Ter, 05 de Janeiro de 2021 07:59
“Eu digo que a minha eleição se deveu à realização do que venho dizendo há algum tempo. As coisas estão mudando e a cabeça do eleitor, também. Quem tiver serviços prestados,    vai  ganhar; quem não tem, vai perder eleições. Os eleitores  estão valorizando aqueles que estão mais próximos deles; cerca de 75% dos votos da região do promissão, foram dados a candidatos daquela região”. Disse o vereador Geraldo Neto.
   Em entrevista exclusiva ao Jornal O Espaço, o líder comunitário da região do Promissão e vereador eleito, Geraldo Neto Almeida, fala sobre a sua atuação política em favor dos rio-verdenses

   Jornal O Espaço – O senhor é o primeiro presidente de associações de bairros de Rio Verde, que se elege vereador. Qual é o seu comentário sobre esse fato?
   Geraldo Neto – Realmente, esse é um fato que pode-se dizer, histórico. Nós que estamos no movimento bairrista e popular, muitas vezes não somos bem quistos até mesmo por alguns políticos, pois, não temos rendas específicas e vivemos exigindo ações do poder público.
   Ocorre, que o fato de eu ter sido eleito, também é resultado de uma nova forma que o próprio povo encontrou, de buscar uma liderança bem mais próxima dele, já que durante muitos anos, temos lutado incansavelmente, muitas vezes, nos desgastando com algumas autoridades, para levar mais conforto, segurança e estabilidade para a nossa comunidade. 
   Durante a nossa campanha, eu abri um canal de liderança e unidade com o povo, para satisfazer os anseios e necessidades da população mais carente, fazendo uma política mais verdadeira, e isso vai continuar enquanto eu tiver mandato político.

   Jornal O Espaço – O que o Bairro Promissão, em especial, ganha com a eleição do Geraldo Neto? 
   Geraldo Neto – Claro! Somos vereador para trabalhar por Rio Verde, porém, falando da região sul, onde resido e também foi onde tive mais de 90% dos votos que me elegeram, é para onde vou direcionar grande parte da minha força política, para levar melhorias. A região sul, a região do bairro promissão, que engloba 18 bairros, só terá a ganhar com o resultado da minha eleição, pois levaremos projetos novos para o benefício daquela região, além de principalmente, lutar pelas causas que já defendemos há muitos anos e até hoje não conseguimos para aquele povo.

   Jornal O Espaço – Quando o senhor estava à frente da liderança do bairro, havia uma queda de braço com o vereador Ubiratan. E agora? Como vai ser?
   Geraldo Neto – Bem... a nossa queda de braço; a nossa briga política, era e sempre foi em um bom sentido. O meu objetivo e o dele era o mesmo, de buscar o bem-estar da comunidade. Agora, estamos na mesma posição política, e assim, devemos nos unir e somar forças para trabalhar pelo povo. Eu vou continuar sendo a mesma pessoa e vou continuar lutando por aquilo que sempre lutei na área social. Tenho certeza de que ele fará a mesma coisa.
   Agora, com relação ao meu apoio para projetos e requerimentos, não apenas de autoria do vereador Ubiratan, mas, como de qualquer outro do casa, eu já afirmo de antemão, que todos, sendo para o benefício do povo, terão o meu apoio.

   Jornal O Espaço – O senhor é de origem humilde e não teve dinheiro para fazer campanha. Por outro lado, o senhor vive em uma região que é tradicionalmente marcada pela compra e venda de votos. Como o senhor vê essa vitória, sem gastar muito dinheiro?
   Geraldo Neto – Eu digo que esse fato, é apenas a realização do que venho dizendo há algum tempo. As coisas estão mudando e a cabeça do eleitor, também. Quem tiver serviços prestados, vai ganhar; quem não tem, vai perder as eleições.
   Quero apenas comentar aqui, que os eleitores estão valorizando aqueles que estão mais próximos deles; cerca de 75% dos votos da região do promissão, foram dados a candidatos daquela região; antigamente, 90% dos votos daquela região, eram dados a candidatos de outras localidades. Dos meus 1.060 votos, 851 foi daquela região... eu saí eleito da região do promissão.

   Jornal O Espaço – Esse exemplo, sem dúvida, significa que o povo está mais consciente e aprendendo a votar. Isso pode ser um caminho para o voto distrital?
   Geraldo Neto – Acredito que você tocou em um ponto importante. Penso que o voto distrital já passou da hora de acontecer aqui, principalmente, porque o eleitor vai votar em quem está perto dele de verdade, e em quem ele conhece de verdade.
   Inclusive, dou meus parabéns para o pessoal da região, porque todo mundo está perguntando o porquê de muitos terem injetados rios de dinheiro por lá, e terem tido pouquíssimos votos. O exemplo que a região do promissão deu nessas eleições foi muito positivo e deve servir para o restante da cidade.

   Jornal O Espaço – No seu caso, o senhor teve muitos anos de serviços prestados àquela região. Por quantos anos o senhor foi presidente da associação?
   Geraldo Neto – Fui presidente pela primeira vez em 2005, quando fiquei por 2 anos; deixei o cargo, depois desse primeiro mandato, e quando voltei, fui presidente por 3 mandatos consecutivos. Vou completar 12 anos de trabalho árduo e bons serviços para meu povo naquela região.

   Jornal O Espaço – O senhor nasceu no Bairro Promissão ou mudou para lá, depois?
   Geraldo Neto – Eu nasci alí, na região, onde hoje funciona o presídio, em 1978, no mesmo ano que nasceu o bairro. Quando surgiu o bairro, imediatamente, mudamos para lá, de onde nunca saí. Nunca tive casa próprio e, quando eu comprar um imóvel, vai ser naquela região, já que tudo que tenho de bom na minha vida, foi alí... minha família, amigos, trabalho, e entre outras, o meu mandato político. 

   Jornal O Espaço – Depois que o senhor se estabeleceu no seu gabinete, o que já foi feito?   
   Geraldo Neto – Olha! Esse gabinete é o que eu chamo de escritório do povo. Vamos trabalhar 24 horas por dia; vou atender aqui e na minha casa, também. No agendamento de hoje, por exemplo, já atendi 10 pessoas pela manhã e tenho vários outras para o período da tarde.
   Sobre trabalhos mais consistentes, posso dizer que fui o primeiro vereador desta nova legislatura, a visitar o Procon, e procurar apurar as razões para os aumentos dos combustíveis, gás de cozinha e cestas básicas; também já tive reuniões com os dirigentes da Celg e Saneago.

   Jornal O Espaço – Uma reclamação antiga dos moradores, é sobre o Frigorífico. O senhor vai abraçar essa causa?
   Geraldo Neto – Eu já abracei essa causa quando ainda era presidente do bairro. Já fizemos contatos, e a situação melhorou um pouco. 
É claro, que ainda precisa melhorar, e muito! Agora, a verdade tem que ser dita, o Frigorífico já deveria ter saído dali há muitos anos, porém, hoje, ele gera mais de 200 empregos e injeta no mercado, mais de 320 mil reais mensais. Mas, nem por isso devem permanecer ali. 
   Já contatamos a prefeitura e estamos providenciando um TAC – Termo de Ajuste de Conduta, e logo, creio que em um ano ou pouco mais, eles vão mudar para uma outra localidade, na saída para Montividiu.

   Jornal O Espaço – O senhor tinha uma parceria com o Prefeito Paulo, mas, foi candidato na oposição. Não tem ninguém o chamando de traidor?
   Geraldo Neto – Olha... fui eleito pelo povo; digo para todos que devo obrigação e satisfação para o povo. Agora, com o que não for bom para minha comunidade, não devo concordar. Enquanto for vereador, estarei buscando melhoras para o povo, e não para mim. Assim, se a minha parceria com o executivo rio-verdense for boa para o povo, não existe o porquê, dela acabar.
   Não estou preocupado com o fato de agradar ou desagradar alguém; estou aqui para fazer um trabalho voltado para os rio-verdenses, a quem agradeço pelo meu sucesso, depois de Deus!

Transcrição:
Divino Ramos
Bookmark and Share
PUBLICIDADE
Copyright © 2010-2021 - Todos os direitos reservados à seus respectivos autores
Página Inicial
Editorias
Rio Verde
Jataí
Serviços
Previsões
Utilidade Pública
Classificados
Anuncie
Expediente
Contato