Home - Editorias - Política - Dino Moraes ganha mais credibilidade dos santoantonienses
Dino Moraes ganha mais credibilidade dos santoantonienses
Ter, 01 de Setembro de 2020 08:00
"Trabalhei naquele município por cerca de 18 anos e participei de quase todas as gestões públicas, nesse período, portanto, me aprofundei muito nas questões administrativas do município, por isso, temos conhecimento profundo das demandas, das necessidades, das contas de gestão, do que precisamos fazer, o que temos que equacionar, para colocar Santo Antônio no caminho do crescimento". Disse Dino Moraes, pré-candidato a prefeito de Santo Antônio da Barra.
   Em entrevista exclusiva ao Jornal O Espaço, Dino Moraes, que já foi funcionário da prefeitura de Rio Verde, Tesoureiro da UniRV, de Rio Verde, desde 1992 também prestou serviços à Câmara e a prefeitura de Santo Antônio da Barra, onde há 16 anos, é produtor rural, fala sobre sua decisão em ser pré-candidato a prefeito do Município

   - Algumas informações importantes:
   - Casado com Celita Moraes e pai de dois filhos.
     Construiu carreira sólida como administrador, trabalhando em importantes órgãos,           como a Prefeitura e a Universidade de Rio Verde. Está presente em Santo Antônio           da Barra desde sua emancipação política em 1992, quando informatizou a Prefeitura       e a Câmara Municipal.
   - Grande apoiador dos diversos eventos promovidos pela juventude e as festas                    beneficentes e religiosas, do município. 
   - Recebeu o Título de Cidadão Santantoniense, de autoria do vereador Danillo                   Bengala e chancelado por toda Câmara Municipal, por seu vínculo com o município e        pelas importantes contribuições com Santo Antônio da Barra.
   - É pré-candidato pela primeira vez, com o perfil um administrador e sua principal               bandeira é a geração de emprego e renda no município e no Distrito de Santa Cruz         das Lajes

   O Espaço – Por que você deixou sua carreira, na UniRV, na área de gestão administrativa, para ser candidato a prefeito em Santo Antônio da Barra?
   Dino Moraes – Como quase tudo na minha vida, isso foi baseada em projetos. Comecei a trabalhar muito jovem, e já tinha uma meta, que, quando eu completasse 55 anos, eu deixaria de atuar nas minhas atividades profissionais e passaria a trabalhar em cima daqui que tiver construído. Somente na UniRV trabalhei por 31 anos, prestei serviços na minha empresa, a mais de sessenta municípios goianos. Os pais da minha esposa são de Santo Antônio da Barra, têm fazenda que faz divisa com a minha, são o tipo de pessoas que nascem e vão morar a vida inteira, na zona rural, e, como minha esposa também pretende cuidar dos pais dela, me pediu para que depois de tanto trabalho e quando chegássemos ao ponto em que estamos, que mudássemos para Santo Antônio, de forma definitiva, para ficar perto e cuidar dos pais.
Então, antes mesmo da questão política, existe a questão familiar por trás dessa decisão.
   Em Santo Antônio da Barra, temos investimentos, conquistamos bens imóveis, muitas amizades, tudo conquistado ao longo de 18 anos de trabalho e muito serviço prestado no município.

   O Espaço – Você conhece os problemas de Santo Antônio da Barra?
   Dino Moraes – Veja bem... trabalhei naquele município por cerca de 18 anos e participei de quase todas as gestões públicas, nesse período, portanto, me aprofundei muito nas questões administrativas do município, por isso, temos conhecimento profundo das demandas, das necessidades, das contas de gestão, do que precisamos fazer, o que temos que equacionar, para colocar Santo Antônio no caminho do crescimento.

   O Espaço – Santo Antônio da Barra tem renda ou vive apenas da ajuda dos governos estadual e federal?
   Dino Moraes – É bem verdade que nosso município sobrevive basicamente dos repasses federais; a arrecadação própria é muito pequena, mas existe uma parte até significativa da arrecadação própria, que vem da Usina, que é praticamente, a maior fonte de emprego e renda privadas do município. Para informação de quem possa interessar, nossa receita para esse ano deverá ser em média 1,780 milhão; no ano passado, foi de 1,550 milhão.

   O Espaço – Então, Santo Antônio da Barra tem dinheiro para investir em prol da população?
   Dino Moraes – Creio que sim. Acredito também que o que precisa ser feito em Santo Antônio é um choque de gestão. Não critico nenhum dos gestores anteriores e creio que eles fizeram o possível. Só acho que com a minha experiência e proximidade dos gestores em muitas administrações, posso fazer muito mais do que tem sido feito pelo município. Acredito também, que com o devido saneamento e a correta aplicação dos recursos, vamos ter sim, o que é suficiente para fazer o que é necessário, para gerarmos uma estrutura mínima, para atrair, principalmente, emprego, de que carece muito. Nossa cidade está envelhecendo porque não fixa seus jovens aqui; eles saem a procura de empregos em outras cidades.

   O Espaço – Como criar empregos em Santo Antônio da Barra. Você já pensou em um projeto para levar empregos para no Município?
   Dino Moraes – Eu fiz melhor! Creio que qualquer gestor precisa buscar os problemas e soluções de maneira precoce. Quatro anos passam muito rápido. Estive analisando o seguinte: é implantada uma fábrica de latinhas em um município e logo em seguida, uma fábrica de cerveja em Jataí. Vem a pergunta: por que Santo Antônio não é procurado nem mesmo para se fazer uma sondagem para a instalação de uma indústria ou um grande comércio?
   Alguns administradores pensam primeiramente em buscar parcerias com o estado, mas, eu penso que antes de tudo, devemos procurar as associações que fomentam as indústrias no estado. Inclusive, já fizemos contato com uma delas e fomos devidamente informados sobre o que se precisa, para conseguir receber essas indústrias que muitas vezes, só se instalam em municípios maiores. Mas, o que vamos fazer, sem síntese, é reunir todas as informações importantes para vender a imagem e o potencial do município, como por exemplo, a proximidade com as principais rodovias que cortam o estado e agora, a implantação da plataforma multimodal que será inaugurada brevemente. Outra coisa muito importante, é fazer uma reestruturação grande na cidade, fazendo com que o poder público chegue a todos os cantos. Isso é basicamente, o início de tudo.

   O Espaço – O que você poderá fazer para ajudar os estudantes de Santos Antônio, que estudam em outros municípios próximos?
   Dino Moraes – Custear tudo que é direcionado para a educação, não é despesa e sim, investimento. Hoje, tem dois ônibus que vão lotados para Rio Verde, com muitas dificuldades, inclusive, por motivo de quebra de algum, o que traz transtornos grandes para todos. Pretendo melhorar o sistema de transporte, sem cobrar nada do estudante. E outra coisa, para o futuro, é abrir uma faculdade em Santo Antônio, o que vai finalmente resolver esse problema de transporte.
   Com relação ao ensino primário e médio, não temos escolas rurais, assim, também utilizamos também os meios de transporte para deslocar as crianças da zona rural, para a urbana, para terem aulas. Também vou me comprometer seriamente, a cursos profissionalizantes, para que os jovens de Santo Antônio possam fazer e se qualificar para o mercado de trabalho.

   O Espaço – E o serviço público de Santo Antônio? Como está?  
   Dino Moraes – Eu não consigo entender o porquê do Município não conseguir atender várias demandas dessa natureza, como é o caso de algumas consultas e exames, além dos partos que não são feitos no município. Hoje, temos um alto índice de acometimentos de câncer no município e, temos ajudado muito no sentido de viabilizar o transporte para tratamento em outras cidades, que inclusive, precisa melhorar, mas, pretendo trabalhar de forma preventiva em situações assim; também vamos instalar um postinho de saúde, com uma enfermeira, para atender a população; também, uma vez por semana, um médico; um carro para dar suporte à saúde, definitivamente. 
Outra coisa importante, é que em Santo Antônio não tem hospital, mas um centro de saúde; não conseguimos internar ninguém. Se eu não conseguir construir o nosso próprio hospital, vou levar pelo menos, uma estrutura do Centro de Atenção Integrada à Saúde – CAIS.
   Outro problema que também pode-se considerar problema de saúde pública, é a falta de água no distrito de Santa Cruz das Lages. Sobre esse problema, caso sejamos eleitos, vamos dar um basta nessa falta de água, e ainda vamos resolver os problemas de falta de asfalto, falta de locais de lazer, esporte e convivência, segurança pública deficiente na cidade, no distrito e na zona rural. Podemos usar o mesmo método que muitos municípios usam, com sucesso, que é o banco de horas para policiais.

   O Espaço – E sobre a falta de habitação em Santo Antônio? Qual é o projeto do senhor?
   Dino Moraes – Sei que não será fácil construir um bairro, mas, de qualquer forma, vamos buscar parcerias para tentar construir conjuntos habitacionais, agora, o que eu posso afirmar, é que sendo eleito, vamos construir todo mês, com recursos próprias, uma casa, para membros da população.

   O Espaço – O apoio do deputado Lissauer Vieira tem algum peso na sua candidatura?
   Dino Moraes – O apoio do deputado Lissauer Vieira é fundamental na nossa candidatura. Hoje, temos o CIDADANIA, que é o meu partido, e o apoio do PSB e do nosso deputado, em muito está fortalecendo a nossa pré-campanha no município. No meio político, temos o apoio do presidente do nosso partido, que é o vice-governador, Lincoln Tejota e temos ainda, no DEM, o apoio do deputado Chico do KGL. Por enquanto, estamos unidos em três partidos políticos e, o vice-prefeito será indicado pelo PSB. 

   O Espaço – Você gostaria de dizer mais alguma coisa?
   Dino Moraes – Apenas agradecer a população de Santo Antônio da Barra e de Santa Cruz das Lages, que tem me abraçado com muito carinho e apoio

Transcrição:
Divino Ramos


Bookmark and Share
PUBLICIDADE
Copyright © 2010-2020 - Todos os direitos reservados à seus respectivos autores
Página Inicial
Editorias
Rio Verde
Jataí
Serviços
Previsões
Utilidade Pública
Classificados
Anuncie
Expediente
Contato