Home - Editorias - Política - Ronaldo Caiado faz péssimo governo porque abandonou aliados de campanha
Ronaldo Caiado faz péssimo governo porque abandonou aliados de campanha
Seg, 01 de Julho de 2019 08:00

“O Governador Ronaldo Caiado deixou o seu grupo político e foi buscar pessoas em outros estados para ajudar a administrar Goiás; ele não governa sem a assembleia, sem seus deputados e sua equipe. Aí, foi quando os deputados subiram nele com as esporas e mandaram o recado dizendo que a assembleia é independente e o lugar dele é no palácio. Os resultados de sua administração são desastrosos, porque atualmente, temos um governador fraco, que não tem voz ativa na assembleia e muito menos no Estado, porque faltou cumprir sua palavra com vários prefeitos”. Disse o vereador Ronaldo Cruvinel.

Em entrevista exclusiva ao Jornal O Espaço, o vereador Ronaldo Sousa Cruvinel fala da decepção e da desastrosa administração de Ronaldo Caiado em Goiás


     O Espaço – Em entrevista, antes da eleição de Ronaldo Caiado para o governo de Goiás, o senhor afirmou que era preciso haver mudanças no executivo goiano e por isso apoiava sua eleição. Qual é a sua opinião, hoje, depois de 6 meses de administração do Caiado?
     Ronaldo Cruvinel –
Fizemos essa afirmação há um ano. Até aquela ocasião o histórico político do Governador era de um parlamentar atuante, principalmente, no ramo do agronegócio. Ele foi um excelente senador... Naquele momento, imaginei que ele seria o homem ideal para representar os goianos. Infelizmente, o tempo está passando e nos mostrando outra realidade.
    Entre abril e maio do ano passado, Ronaldo Caiado esteve várias vezes em nossa cidade; se reuniu com os vereadores e com o Prefeito, que encabeçou a acompanha dele, aqui. Nessas ocasiões, o então Senador afirmou que em caso de apoio, Rio Verde seria a primeira cidade a ser beneficiada por obras, em sua administração. Ele afirmou que iria “fazer tudo que nenhum outro governador fez por Rio Verde”, principalmente, porque além de a cidade ter uma participação econômica muito importante no agronegócio, o Prefeito Paulo do Vale deixou o MDB, para dar apoio a ele. Por isso, cerca de 90% dos vereadores, o Prefeito e todos os nossos seguidores, abraçaram a campanha do Caiado.
     Agora, depois de eleito, durante esses primeiros seis meses de governo, Ronaldo Caiado não assinou nenhum documento que favorecesse a nossa cidade com alguma benfeitoria.
     Até hoje, o nosso Município está sendo administrado pela “era Marconi Perillo”. Em todos os órgãos estaduais baseados em Rio Verde, todos os funcionários públicos estão sendo comandados pelos mesmos servidores do Tempo Novo. Isso mostra que o Governador está “trombando” e não, administrado; não está cumprindo sua palavra conosco e também com o estado de Goiás...

    O Espaço – O senhor está dizendo que o Governador não cumpriu o prometido com o Prefeito Paulo do Vale e com os rio-verdenses?
    Ronaldo Cruvinel –
Essa é a mais absoluta verdade! Não tem rio-verdenses no primeiro escalão da administração do estado, sem contar que desses, 60% foram trazidos por ele, de fora do estado, o que chocou a população goiana e que para mim, significa menosprezar a capacidade administrativa e a confiança nos goianos.
      Isso tudo é uma grande injustiça, também porque o nosso Prefeito até deixou de administrar Rio Verde há algum tempo, para buscar apoios para Ronaldo Caiado, antes da campanha, e fez isso, por acreditar que ele seria uma boa opção para Goiás e para Rio Verde.
       Hoje, visualizamos um governo que não trabalha; temos várias obras sob a responsabilidade do Estado, inacabadas; temos boa parte da malha asfáltica das GOs em péssimas condições; funcionários públicos sofrendo com essa administração. Tudo isso e nenhuma esperança.
     E eu me pergunto; será que Ronaldo Caiado não vai se candidatar mais? A pergunta se justifica, porque o governo do estado, hoje, trabalha para assembleia legislativa, onde tem colecionado derrotas. Primeiro, com a perda da presidência; depois, com a aprovação da reeleição para a presidência e, isso já mostra o “cabresto” colocado no governo do estado. A verdade é que o Governador se curvou diante da Assembleia; os deputados montaram nele, com esporas e isso deve durar os quatro anos.
     
     O Espaço – Há comentários em Rio Verde, de que os cargos de segundo escalão, foram todos, indicados por Lissauer Vieira...
    Ronaldo Cruvinel –
Tem cargos indicados por Lissauer e Karlos Cabral. Alguns, desde a administração passada, por isso, afirmamos que alguns órgãos em Rio Verde, estão sendo administrados pela “era Marconi Perillo”; o grupo Marconi Perillo ainda está trabalhando aqui, o que é uma vergonha para o nosso governador, que precisa começar a trabalhar.

    O Espaço – Apesar das reclamações contra Marconi, no governo dele, Rio Verde teve representante no primeiro escalão...
    Ronaldo Cruvinel –
Então... Apesar de que segundo informações, ter cometido algumas ilicitudes no governo, o Marconi sabia fazer política e era um grande líder. Se fosse companheiro dele, ele olhava com bons olhos, o que é o contrário do Caiado, que despreza seus próprios aliados.

       O Espaço – O senhor entende que Ronaldo Caiado traiu Paulo do Vale?
    Ronaldo Cruvinel –
Eu não gostaria de usar essa palavra, mas com certeza, teve falta de consideração e respeito. Isso, não apenas com o Prefeito Paulo, mas também com Adib Elias e outros que foram parceiros de primeira hora...

     O Espaço – A população só ouve o Governador dizer que não tem recursos. Na sua opinião, não tem recursos ou ele não está conseguindo gerir o estado?
     Ronaldo Cruvinel –
Recursos, todo dia entra para os cofres do Estado, e não é pouco. Ele não está é dando conta de administrar. A equipe não tem compromisso com Goiás, principalmente, porque nem de Goiás, é. A administração está totalmente fora dos trilhos e o seu governo está engessado, junto à assembleia legislativa. Ele se tornou refém dos deputados, por causa de sua incapacidade administrativa, falta de articulação política e bom senso.

    O Espaço – O que o senhor pensa que aconteceu com o deputado valentão? Ele ficou mansinho?
   Ronaldo Cruvinel –
Está claro que as ações do ex-senador agressivo e determinado em partir para cima dos problemas, com o objetivo de resolvê-los, acabaram... O legislativo é diferente do executivo, onde se precisa saber administrar e gerenciar, e é o que ele não está sabendo fazer.    Observem bem o que aconteceu! Ele deixou o seu grupo político e foi buscar pessoas em outros estados; ele não governa sem a assembleia, sem seus deputados e sua equipe. Aí, foi quando os deputados subiram nele com as esporas e mandaram o recado dizendo que a assembleia é independente e o lugar dele é no palácio. Os resultados estão sendo desastrosos, porque at
ualmente, temos um governador fraco, que não tem voz ativa na assembleia e muito menos no Estado, porque faltou cumprir sua palavra com vários prefeitos.

     O Espaço – Até hoje, ele não pagou os professores. O que o senhor tem a dizer sobre isso?
    Ronaldo Cruvinel –
Nesse primeiro ato, ao parcelar os salários dos professores, o Governador começou a deixar claro que ele não era capaz de administrar Goiás. E tudo está se confirmando: recursos entram todos os dias nos cofres do governo; os professores não receberam até hoje, seis meses após sua posse; as “máquinas do estado” não estão roncando e mostrando trabalho... Está tudo parado.
   Um dos problemas graves e que está refletindo em todos os municípios goianos, é a tal “regulação” na saúde, que não está funcionando no Estado. Em Goiânia, não estão chamando pacientes, isso, porque o Governador não está pagando.
     A segurança pública e a educação em Rio Verde e em Goiás, também estão deixadas a cargos dos municípios, que se sobrecarregam com despesas que são de responsabilidade do Estado.

Bookmark and Share
PUBLICIDADE
Copyright © 2010-2019 - Todos os direitos reservados à seus respectivos autores
Página Inicial
Editorias
Rio Verde
Jataí
Serviços
Previsões
Utilidade Pública
Classificados
Anuncie
Expediente
Contato