Home - Editorias - Educação - Luzimeire rompe o silêncio e responde Lúcia Batista
Luzimeire rompe o silêncio e responde Lúcia Batista
Sex, 01 de Março de 2019 09:00

“Não tenho problemas pessoais com a vereadora até porque somos professoras; também não vejo as atitudes dela como sendo “cobrança política”. Na verdade, ela me faz acusações e não cobranças, o que já passou dos limites, pois se tratam de inverdades sobre meu trabalho, sobre minha vida pessoal e a todo momento tenta colocar pessoas contra mim, sem razão, o que demostra é que já saiu de sua função política. Estou à disposição para responder todas as dúvidas e prestar esclarecimentos no que diz respeito a transparência e seriedade do trabalho da administração que realizo juntamente com o secretário Miguel. Não temos nada a esconder. É lamentável a postura dessa colega de profissão, hoje vereadora. Mas de certa forma entendemos que não é possível agradar a todos sem dar privilégios." Diz Luzimeire de Souza James, gestora pedagógica da Secretaria de Educação. 

     O Espaço - O que a senhora tem feito como gestora na secretaria de Educação?
     Luzimeire de Souza -
Meu trabalho na Secretaria Municipal de Educação é auxiliar o secretário Miguel na avaliação da Rede de Ensino, no âmbito geral, nos planejamentos e execução de ações administrativas, pedagógicas e infraestrutura.

    O Espaço – Alguns servidores e políticos da oposição tem falado que a função da senhora é perseguir os servidores da educação: como transferi-los das escolas, que estão lotado sem motivo, cortar gratificação e aumentar a carga horaria de trabalho?
    Luzimeire de Souza -
Todo trabalho realizado foi visando uma organização justa e necessária na Educação, até agora não recebemos nenhuma acusação judicial sobre as ações realizadas, portanto não foi tirado nenhum direito do servidor, ou feito remanejamento indevido.  Não estamos aqui para perseguir ninguém, nosso objetivo é trabalhar de forma respeitosa, justa e com qualidade, sem privilégios ou gargalos.

   O espaço – comentam também, que a senhora é quem manda na secretaria, como são tomadas as decisões entre o secretário Miguel, a senhora e o prefeito?
    Luzimeire de Souza -
Como eu disse anteriormente, minha função não é mandar, mas auxiliar na execução das ações. Todas as demandas da educação são monitoradas pelo prefeito e secretário. As decisões são tomadas em equipe após análise das situações, buscando suprir as necessidades, fazemos o planejamento dentro do possível e de forma legal visando cumprir as metas proposta para o bom desempenho da Educação de Rio Verde. Um exemplo foi a excelente nota do IDEB de 2017.

    O Espaço – A vereadora Lúcia Batista tem criticado o trabalho da senhora; no rádio, em pronunciamento nas sessões. A postura da vereadora é cobrança política, ou existem uma diferença pessoal entre vocês?
    Luzimeire de Souza -
Não tenho problemas pessoais com a vereadora até porque somos professoras e já estivemos colegas de trabalho e não vejo as atitudes dela como sendo “cobrança política”, na verdade ela me faz acusações e não cobranças. Já passou dos limites as falas dela sobre mim, inverdades sobre meu trabalho, sobre minha vida pessoal, a todo momento tenta colocar  pessoas contra mim, sem razão, o que demostra é que já saiu de sua função política. No passado a vereadora já exerceu a mesma função hoje ocupada por mim e certamente enfrentou conflitos relacionados a interesses diversos.  Até o momento ela não mostrou nenhum documento que prove as acusações, como sempre faz muito barulho para chamar atenção e ganhar prestígios de pessoas que não conhecem a verdade. Estou a disposição para responder todas as dúvidas e prestar esclarecimentos no que diz respeito a transparência e seriedade do trabalho da administração que realizo juntamente com o secretário Miguel, não temos nada a esconder. Quantas melhorias já foram feitas e reconhecida pela maioria dos vereadores, os quais colaboram com a administração, nesse contexto a vereador nunca teceu um elogio ou se quer fez uma divulgação da evolução e qualidades adquiridas nesses dois anos de gestão. É lamentável a postura dessa colega de profissão, hoje vereadora. Mas de certa forma entendemos que não é possível agradar a todos sem dar privilégios.

    Espaço - A vereadora Lúcia Batista convocou a senhora para depor na comissão da educação da Câmara, a senhora irá comparecer?
    Luzimeire de Souza -
Estou na secretaria de Educação sob a gestão do prefeito e do secretário Miguel, se eles me convocarem, irei sim, com relação a convocação da vereadora não tenho razões para atender pelo teor da pauta.

   O espaço - Como tem sido o relacionamento da senhora com os servidores da educação?
   Luzimeire de Souza -
Meu relacionamento é normal, como colegas de trabalho e gestora administrativo-pedagógica da Rede. O meu relacionamento com todos os servidores é respeitoso e justo. Nem sempre conseguimos atender aos pedidos de alguns, pois querem gratificações, horas extras, aumento de carga horária, licenças prêmios, remanejamentos, dentre outros.   Se não temos a necessidade do serviço não é possível atender as solicitações, por esse motivos alguns ficam descontentes, porém a administração zela pela coerência, lisura, não permitindo gastos desnecessários.

    O Espaço - Os professores têm reclamando muito do corte das dobras, porque foi necessário proibi-los de ministrar aulas em dois períodos?
     Luzimeire de Souza -
Não houve proibição de dobras, pois sempre que necessário, a substituição de professores é possível. No passado havia vários desvios de funções dos professores, funções essas desnecessárias para graduação docente, poderiam ser ocupadas por um profissional do administrativo. Como o déficit da Rede era grande, foi importante retornar esses professores para sua função de origem, mais de 400 professores estavam em funções diversas, enquanto outros dobravam em seus lugares em sala de aula. Com a reorganização, não foi mais necessário dobras, cada professor assumiu sua cadeira de concurso de acordo com a necessidade da administração. Com essa ação foram supridos os déficits de professores em sala de aula, além de uma grande economia para o erário.

    O Espaço – Educação na zona rural; porque muitos professores que estavam lotados no ensino rural tiveram que voltar para a cidade?
     Luzimeire de Souza -
O retorno desses professores foi justamente pela organização dos déficits e em atendimento a determinação do concurso da zona rural. Vários professores dobravam na zona rural, porém o concurso era para zona urbana. Outros estavam na zona urbana, porém o concurso era para zona rural.

    O Espaço - comentam que a senhora afastou para tratamento de saúde e não pegou atestado, que há de verdade nestes comentários?
     Luzimeire de Souza -
Descobri um câncer de mama em abril e fui operada em maio de 2018. No período em que fiquei afastada e incapacitada para o trabalho, os atestados foram apresentados sim. Porém, não utilizei atestados, mesmo em alguns momentos do tratamento quimioterápico. Cada pessoa reage de uma forma ao seu tratamento, eu preferi continuar minhas atividades, quando possível. Nos períodos que me senti bem fisicamente e psicologicamente para trabalhar, realizei minha função normalmente, sob observação médica. Estive na secretaria desenvolvendo minhas atividades da melhor forma. Na ocasião, por eu estar trabalhando, mesmo na condição de “doente” vista por alguns, e por estar sem os cabelos (totalmente careca devido as quimioterapias), usando máscara cirúrgica para atender as pessoas no trabalho e em reuniões, para evitar qualquer tipo de contaminação, pois essa era a condição para eu retornar ao trabalho, fui apelida de MULHER DE FERRO pela Vereadora. Felizmente ela não sabe o que é ter de passar por uma doença grave, um tratamento muito dolorido e lutar pela vida diariamente, buscando uma vida normal, sendo útil, realizar projetos, enfim, viver!. Isso é o que faço todos os dias. Irei trabalhar enquanto Deus me der a oportunidade, vou aproveitar toda minha oportunidade de viver. Ainda continuo meu tratamento, me afasto todas as vezes que necessito tomar as medicações, as faltas são justificadas dentro da legalidade e do meu direito, como de todo servidor público.

Bookmark and Share
PUBLICIDADE
Copyright © 2010-2019 - Todos os direitos reservados à seus respectivos autores
Página Inicial
Editorias
Rio Verde
Jataí
Serviços
Previsões
Utilidade Pública
Classificados
Anuncie
Expediente
Contato